IMPRENSA

21/05/2014IMPRENSA, Noticias, São Paulo

6º Congresso Brasileiro de Cimento entra no 2º dia

O segundo dia do Congresso Brasileiro de Cimento, realizado em 20/05, contou com a presença de renomadas personalidades da indústria cimenteira internacional e abordou progresso, inovações, sustentabilidade e cogeração de energia elétrica. O evento é realizado em São Paulo e se encerra no dia 21 de maio.

Na palestra de Martin Schneider, CEO da alemã Verein Deutscher Zementwerke (VDZ), o enfoque foi o progresso e as inovações da indústria de cimento na Europa. O VDZ é um dos centros de pesquisa de cimento mais conceituados no mundo. O destaque fica por conta da tecnologia de captura e armazenamento de carbono como solução do futuro para mitigação de CO2 nos processos industriais, inclusive com a utilização de argilas calcinadas neste processo.

Vanderley John, professor associado da Escola Politécnica da Universidade de São Paulo (USP) e especialista em materiais e componentes de construção e construção sustentável, palestrou sobre sustentabilidade da indústria de cimento e inovação em cimentos.

O presidente do Conselho Administrativo da Associação de Cimento Portland dos Estados Unidos (PCA), Cary O. Cohrs, trouxe uma abordagem mais técnica e mostrou os aspectos de resiliência aplicados ao concreto com cases de estruturas que resistiram a terremotos e como esses fatores estão sendo levados em conta na formatação de normas nos Estados Unidos. Além disso, Cohrs fez um panorama da indústria norte-americana, que vem se recuperando da crise internacional.

A cogeração de energia elétrica pela indústria de cimento foi tema da palestra de Rosy Wang, diretora de Soluções Mundiais para Cimento da Schneider Electric. A apresentação ocorrida na terça-feira, 20/05/2014, destacou o novo modelo de geração de energia elétrica a partir do aproveitamento dos gases quentes dos fornos de cimento.

O Congresso Brasileiro de Cimento, principal evento do setor cimenteiro,  reuniu em seu segundo dia de evento aproximadamente 300 profissionais, pesquisadores universitários e fornecedores ligados ao segmento.

Tags: