Caro usuário, este site utiliza cookies para ajudar a fornecer a melhor experiência on-line possível. Leia nossa Política de Privacidade para saber mais sobre as informações que coletamos em nosso site e sua finalidade. Ao continuar a usar este site, você concorda que podemos armazenar e acessar cookies no seu dispositivo.

IMPRENSA

O evento teve à mesa (da direita para a esquerda): Sérgio Cançado (diretor do Deconcic), Paulo Camillo (ABCP / SNIC), Manuel Rossitto (vice-presidente do Consic/Fiesp), Carlos Eduardo Pedrosa Auricchio (diretor titular do Deconcic), Arnaldo Jardim, Gesner de Oliveira, Rosane Menezes Lohbauer (Madrona Advogados) e Newton Cavalieri (diretor adjunto do Deconcic e Sinicesp)

25/10/2019IMPRENSA, Noticias, São Paulo

Marco Regulatório de Concessões e PPPs é apresentado no Deconcic/Fiesp

Proposta representa transparência, agilidade e clareza quanto aos investimentos em infraestrutura, diz professor Gesner Oliveira

O Marco Regulatório de Concessões e Parcerias Público Privadas foi o tema principal da reunião extraordinária da Diretoria do Deconcic (Departamento da Indústria da Construção e Mineração), da Fiesp (Federação das Indústrias do Estado de São Paulo), realizada na manhã desta sexta-feira, 25/10 (2019), em São Paulo. O assunto foi apresentado pelo deputado federal Arnaldo Jardim, relator da Comissão Especial que está preparando o novo documento. A ABCP/SNIC esteve representada no encontro por seu presidente, Paulo Camillo Penna, e pelo diretor de Comunicação da associação, Hugo Rodrigues.

A discussão do novo marco faz parte da agenda econômica defendida pelo presidente da Câmara dos Deputados, Rodrigo Maia, e a comissão especial responsável por analisar o tema avalia em especial o PL 3453/2008 apensado de outras propostas.

Para o professor da FGV e consultor Gesner de Oliveira, ex-presidente da Sabesp e ex-CADE, o novo Marco Regulatório que está sendo elaborado representa transparência, agilidade e clareza neste momento em que o investimento em infraestrutura é fundamental para a definitiva retomada da economia e da atividade da cadeia produtiva da construção, gerando acima de tudo empregos, no caminho de sair de 1% do PIB em investimentos em infraestrutura no Brasil para os 8,5% do PIB da China, país que o presidente Jair Bolsonaro está visitando nestes dias.

 
 

Tags:, , , ,