Caro usuário, este site utiliza cookies para ajudar a fornecer a melhor experiência on-line possível. Leia nossa Política de Privacidade para saber mais sobre as informações que coletamos em nosso site e sua finalidade. Ao continuar a usar este site, você concorda que podemos armazenar e acessar cookies no seu dispositivo.

Noticias

17/03/2010Noticias, São Paulo

Ampliando conhecimento

ABCP oficializa participação de projeto educacional inédito no Brasil

Foi assinado na terça-feira (02/03), durante cerimônia na Faculdade Belas Artes de São Paulo, o termo de compromisso de cooperação
técnico-científica para o curso de extensão Arkhi Arquiteto – Sistemas Construtivos: Processos, Materiais e Produto. A parceria firmada entre o Centro Universitário Belas Artes de São Paulo, a ABCP e outras quatro entidades, representando cinco diferentes materiais de construção, deu origem ao curso, que tem como objetivo formar profissionais aptos a lidar com esses materiais e principalmente com os sistemas construtivos deles decorrentes.

Essa nova relação entidade-escola cria um componente importante para a formação de arquitetos, que está na transmissão de conhecimentos que possibilitem a escolha criteriosa dos sistemas construtivos e a gestão de suas aplicações com qualidade e economia. A exigência de profissionais cada vez mais bem preparados é uma realidade frente à década promissora que a construção civil deverá ter no Brasil. Além disso, essa relação atenua a distância entre o profissional formado pela escola e o profissional que o mercado realmente necessita, agilizando a absorção de conhecimentos mais práticos.

O programa de aulas, com duração de 250 horas, teve início dia 13 de março, cabendo à ABCP a aula inaugural, e engloba cinco diferentes ciclos. Cada ciclo de responsabilidade de uma determinada entidade é ministrado por um ou mais professores indicados pela entidade. Para a primeira aula a ABCP convidou o arquiteto Sidonio Porto para falar sobre a industrialização das construções com pré-fabricados. Essa primeira turma foi formada por 55 arquitetos e urbanistas, entre estudantes e profissionais.

Para o coordenador do Curso de Arquitetura e Urbanismo da Belas Artes, prof. dr. Turguenev Roberto de Oliveira, o projeto é bastante ousado, devido ao seu ineditismo no país. Isso já acontece na Europa e em países de outros continentes. Mas, no Brasil, a distância entre ensino superior e mercado ainda é muito grande, explica.

As 50 horas a cargo da ABCP terão o apoio e envolvimento de duas outras entidades – Blocobrasil (blocos de concreto) e ABCIC (Construção Industrializada do Concreto) – uma vez que o grande objetivo é mostrar os sistemas à base de cimento.

Tags:, , , ,