Caro usuário, este site utiliza cookies para ajudar a fornecer a melhor experiência on-line possível. Leia nossa Política de Privacidade para saber mais sobre as informações que coletamos em nosso site e sua finalidade. Ao continuar a usar este site, você concorda que podemos armazenar e acessar cookies no seu dispositivo.

IMPRENSA

14/12/2011IMPRENSA, Norte/Nordeste, Noticias

Curso bate recorde em número de participantes no Ceará

Casa cheia no curso de alvenaria estrutural com blocos de concreto realizado em Fortaleza pela ABCP NNE. O treinamento forneceu uma visão ampla e atualizada sobre esse processo construtivo, abordando desde parâmetros de projeto estrutural, geren-ciamento e compatibilização, passando pelos materiais e componentes até a execução.

De acordo com o representante CE/RN da ABCP, Adriano Pessoa, o curso bateu recorde em número de participantes. O público alvo foi de profissionais e estudantes de engenharia e arquitetura. “Contamos com 64 participantes, inclusive oito deles provenientes da construtora Capuche, que tem sede em Natal. Houve um grande debate, tanto na área de projetos, quanto na de execução do sistema construtivo”, comemora o engenheiro.

INSTRUTORES: O engenheiro civil, mestre em engenharia estrutural, professor Luís Alberto Carvalho, abordou o desenvolvimento das alvenarias estruturais com blocos de concreto. “O curso é de atualização para todos que fazem parte da cadeia de construção civil. Tivemos uma ótima avaliação com retorno positivo do público”, comentou.

Já o engenheiro Kepler Rocha Pascoal, pós-graduado em Gestão de Empresas de Construção Civil, ministrou aula sobre execução e planejamento de obras em alvenaria estrutural com blocos de concreto, treinamento de mão de obra, indicadores de produtividade e fabricação de blocos. “O assunto foi totalmente focalizado para profissionais da área, o retorno dos participantes foi muito positivo porque alvenaria estrutural é um tema que está em expansão no Nordeste”, disse.

Aluno do curso, o engenheiro civil da cearense Diagonal Engenharia, Lupércio Gurjão salientou: “Para mim, foi muito proveitoso porque pude tirar dúvidas e gostei de ver uma maior quantidade de pessoas interessadas em aprender mais sobre o tema”.

Tags: