IMPRENSA

02/12/2020IMPRENSA, Noticias, São Paulo

Precificação de Carbono

Alinhada ao Acordo de Paris, indústria brasileira do cimento lança seu posicionamento sobre o tema

A indústria brasileira do cimento fez na sexta-feira (27/11), por meio da Presidência da ABCP (Associação Brasileira de Cimento Portland) e do SNIC (Sindicato Nacional da Indústria do Cimento), o lançamento oficial do seu posicionamento sobre a Precificação do Carbono, iniciativa em debate no país e que integra os esforços globais para reduzir a emissão de gases de efeito estufa.

Pioneiro, no Brasil, no tratamento de questões ambientais, o setor de cimento é amplamente favorável a uma economia de baixo carbono e propõe que uma eventual precificação deve considerar que:

  • A inclusão do setor em instrumento de precificação deve considerar também o contexto internacional;
  • Esforços históricos devem ser levados em conta;
  • A sobreposição de mais de um instrumento de precificação de carbono deve ser evitada;
  • Os esforços de redução de emissões devem ocorrer em todos os setores econômicos;
  • A política de precificação de carbono deve ser precedida por um sistema de Monitoramento, Relato e Verificação (MRV);
  • Deve-se priorizar sistemas de precificação via mercado, em detrimento da taxação;
  • Uma agenda de implementação gradual deve ser discutida;
  • Fugas de carbono devem ser evitadas;
  • Instrumentos de fomento a tecnologias e processos mais eficientes devem ser considerados.

 

Leia aqui o documento completo:

Precificacao_Carbono_6a

Tags:, , , , , ,