IMPRENSA

30/05/2011IMPRENSA, Norte/Nordeste, Noticias

Intercâmbio internacional

Os fabricantes de artefatos e pré-fabricados de concreto do Programa de Desenvolvimento Empresarial da Bahia (PDE-BA) encerraram o cronograma de ações de 2010. No princípio de 2011, promovendo um intercâmbio internacional inovador e altamente produtivo, cerca de 14 profissionais do grupo participaram do World of Concrete, realizado em Las Vegas (EUA). Além de participar de um dos maiores eventos mundiais do setor, a comitiva conheceu a fábrica RPR, em San Diego, Califórnia, que produz blocos e pisos de concreto de diversos modelos e cores, além de blocos Stone e piso envelhecido. A visita foi promovida pelo fabricante de equipamentos Columbia.

O grupo também esteve em duas fábricas da Rinker (de aduelas e pisos), ação organizada pela indústria norte-americana de equipamentos Besser. Outro destino foi a fábrica Paverstone (que opera com equipamento alemão Masa), cuja visita foi promovida pelo fabricante de moldes Rampf. “Nas empresas visitadas foi possível verificar a diversidade de produtos fabricados, além do excelente nível de automação e mecanização delas”, disse a coordenadora do PDE-BA e representante BA/SE da ABCP, Ana Gabriela Saraiva.

Os fabricantes de blocos baianos demonstraram grande interesse comercial nos equipamentos vistos, ao vislumbrar que eles poderão proporcionar maior mecanização dos processos e maior produtividade às fábricas participantes do PDE-BA, que atualmente trabalham com capacidade máxima e com dificuldades de atendimento ao mercado baiano. “Tudo foi muito interessante, a começar pela cultura dos fabricantes de fora, que foca muito a parte de qualidade, ética e redução do quadro de funcionários. Aos poucos, vamos implantar muitas coisas novas na T&A, como por exemplo, a cultura de manutenção e ao maquinário”, avaliou o gerente de Produção de Blocos da fábrica T&A Pré-Fabricados, Vildo Rangel.

Para o gerente comercial Carlos Alberto Barbosa, da Apacimac, também participante do PDE-BA, a maior vantagem da missão foram as visitas às fábricas. “Pudemos ver o método de trabalho delas, a composição dos agregados, as formas e suas utilizações nas fábricas de blocos. Na fábrica Paverstone, por exemplo, gostei muito do método de organização e da quantidade de funcionários. É uma fábrica muito bem organizada, que tem uma produção muito grande se comparada à nossa situação”, revelou o gerente.

Tags:, ,