Banco de pautas

05/08/2010Banco de pautas

Pesquisa mostra crescimento de sistemas construtivos de cimento em São Paulo

A Comunidade da Construção, movimento nacional criado em 2002 pela indústria do cimento, sob a liderança da Associação Brasileira de Cimento Portland (ABCP), divulga os resultados de uma pesquisa feita pela CriActive, empresa que monitora mensalmente 8 mil obras e 4 mil construtoras no mercado formal da construção civil.

A pesquisa mostra o consumo de cimento em obras de fundação, estrutura, vedação, revestimento interno e externo, em áreas construídas em 2009, sejam casas, condomínios, edifícios comerciais ou residenciais. As 194 construtoras que participaram do levantamento estão entre as mais representativas do setor no Brasil, classificadas pela área construída dos empreendimentos lançados e pelo volume de cimento consumido em suas obras.

Os dados indicam crescimento de alguns sistemas construtivos e referem-se, todos eles, ao período 2006/2009. A alvenaria estrutural, por exemplo, obteve um crescimento de 10% nos quatro anos. No Estado de São Paulo, esse sistema teve um crescimento de 12%. O sistema alvenaria estrutural do tipo bloco de concreto teve aumento de 3%.

Parede de concreto, outro sistema construtivo, alcançou 10% do mercado no ano passado e o sistema laje maciça convencional cresceu de 11% no mesmo período.

Numa avaliação geral, houve um aumento de 4% no uso da argamassa de assentamento dosada em central no período (2006/2009). Os Estados de São Paulo (6%) e Minas Gerais (8%) foram os que contribuíram para esse resultado. Em São Paulo, o uso da argamassa de revestimento interno e externo, do tipo industrializada ensacada, obteve um crescimento de 12% e 25%, respectivamente. A aplicação do revestimento projetada a ar comprimido e projetada à bomba alcançou crescimento de 4% e 20%, respectivamente.

O bloco de concreto para vedação interna teve aumento de 17%, já o de vedação externa, 14%. Mas destaque maior fica por conta da utilização do concreto usinado, com 100% de mercado nos quatro anos, refletindo a opção das construtoras da base da Comunidade da Construção por esse tipo de sistema.

Ricardo Moschetti, gerente regional São Paulo da ABCP, enfatiza que os dados refletem a necessidade do mercado por soluções consistentes.  Segundo o engenheiro, “a Comunidade da Construção tem um papel fundamental ao incentivar a geração de melhores práticas, o aumento do desempenho dos sistemas, além de estimular o desenvolvimento e apropriação de tecnologias pelas empresas que participam do grupo”.

Valter Frigieri, gerente de Mercado da Associação, explica que, de maneira geral, na amostra da Comunidade da Construção, os sistemas à base de cimento têm crescido. Segundo o gerente, “nossos sistemas combinam duas variáveis fundamentais: custos competitivos e oferta de qualidade da nossa cadeia produtiva. Fizemos nossa lição de casa e estamos colhendo os resultados, não aqui em São Paulo mas em todo Brasil”, analisa.

Sobre a ABCP – A Associação Brasileira de Cimento Portland (ABCP) é uma entidade sem fins lucrativos que, há mais de 70 anos, promove estudos sobre o cimento e suas aplicações. Reconhecida nacional e internacionalmente como centro de referência em pesquisas sobre cimento, a ABCP também atua no desenvolvimento de tecnologias sobre concreto e mantém uma equipe de profissionais, como arquitetos, engenheiros, geólogos e químicos, à disposição do mercado para consultoria e suporte a grandes obras da engenharia brasileira. Entre as atividades desenvolvidas nestes 70 anos, a Associação destaca-se pelas pesquisas que envolvem o uso do concreto em grandes obras, bem como pelo aperfeiçoamento técnico transmitido por meio de cursos ministrados para universitários, com apoio de construtoras e empresas do setor.

Informações para a imprensa

Lide Soluções Integradas em Comunicação 
Contatos: 
Natasha Lima / (11) 2711-1624 / (11) 9436-3272

natasha03@lide.com.br

www.lide.com.br

Tags:, , ,